Mesmo sendo considerado o mau do século, muita gente ainda não acredita que a depressão não é frescura. Esse distúrbio pode afetar a vida de um individuo de diversas maneiras. Tanto no seu dia a dia, como em suas relações interpessoais.

De acordo com um estudo epidemiológico feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a prevalência desse distúrbio em diferentes momentos da vida é de 15,5% no Brasil. E se não tratada, essa doença pode levar a consequências graves, incluindo o suicídio do paciente.

Continue lendo esse post e veja porque a depressão é um distúrbio sério e que merece ser visto com atenção, assim como qualquer outro problema de saúde.

3 motivos que mostram que a Depressão não é frescura!

A Depressão não é frescura, e existem vários fatores que mostram como essa doença é realmente séria, e precisa ser tratada de forma profissional. E o primeiro deles é:

1.    A Depressão não se cura por conta própria

Ao contrário do que muita gente pensa, não basta a pessoa “querer” para se curar. Assim como qualquer outra doença a depressão precisa ser tratada por um especialista.

Existem várias formas de tratar esse tipo de distúrbio, incluindo o uso de medicamentos e a recomendação de terapias alternativas como a dança.

·       A depressão pode estar associada a fatores genéticos

Mais um dos motivos que revela que a Depressão não é frescura é que um dos fatores de risco da doença é a pré-disposição genética. Segundo estudos, esse fator representa 40% da suscetibilidade de uma pessoa em desenvolver o distúrbio.

Ou seja, assim como a diabetes acaba sendo mais comuns em pessoas que tiveram casos na família, a depressão também é.

·       O transtorno depressivo pode gerar outras comorbidades

É muito comum que pessoas depressivas acabem desenvolvendo outras doenças associadas, como a ansiedade e até mesmo distúrbios alimentares.

Como saber se você tem depressão?

Entender que a Depressão não é frescura é o primeiro passo para buscar ajuda ou até mesmo auxiliar um amigo, familiar ou pessoa próxima que esteja passando por esse tipo de situação. Mas, também é importante conhecer alguns dos sinais desse distúrbio. E entre os principais estão:

·       Mudanças de humor

Ao contrário do que muita gente pensa, quem está sofrendo depressão não fica constantemente triste. Na verdade, um dos sinais é justamente as alterações inesperadas de humor.

De uma hora para outra a pessoa pode passar de felicidade para um estado profundo de desânimo ou até mesmo de indiferença. Além disso, a baixa autoestima também está associada a doença.

·       Insônia

Outro sinal comum de pessoas que estão sofrendo com a depressão é a insônia. Isso porque, para dormir bem o cérebro precisa produzir uma série de hormônios importantes.

Logo, como a doença é categorizada por distúrbios hormonais de substâncias ligadas ao humor, é comum que o paciente tenha dificuldades para dormir.

·       Alterações no apetite

Outro sinal muito claro de que uma pessoa está com depressão são as alterações no apetite. A nossa fome está relacionada diretamente a produção de hormônios do corpo.

Por isso, se ela está desregulada, é muito comum que o indivíduo que está sofrendo com a doença acaba comendo menos ou muito mais. Enquanto algumas pessoas acabam perdendo muito peso por conta do distúrbio, outras acabam desenvolvendo uma compulsão.

E com isso outras comorbidades podem surgir, tais como: deficiências vitamínicas, obesidade, diabetes, hipertensão, colesterol alto, doenças cardiovasculares, anemia, anorexia, bulimia entre outras.

Para saber mais sobre a depressão e como combater esse mal do século, não deixe ver os depoimentos de algumas alunas que usaram a dança para curar a depressão em nossa Escola em São Caetano e São Bernardo.


Leave a Reply

Your email address will not be published.